Viúva de líder do PCC, ‘Japa do Crime’ é presa em São Paulo

Karen de Moura Tanaka Mori

Uma residência duplex de 559 metros quadrados, localizada no bairro Tatuapé, zona leste de São Paulo, adquirida em outubro de 2017 por R$ 3 milhões, foi identificada como um dos endereços associados a Karen de Moura Tanaka Mori, de 37 anos. Karen é ex-cônjuge de Wagner Ferreira da Silva, de 32 anos, conhecido como “Cabelo Duro”, membro do Primeiro Comando da Capital (PCC), cujo assassinato ocorreu em fevereiro de 2018.

Segundo a investigação em curso, Karen – conhecida no mundo do crime como ‘Japa’ – teria assumido os negócios do marido após sua morte e desempenhava um papel significativo na lavagem de dinheiro do Primeiro Comando da Capital (PCC). A suspeita é de que ela estaria diretamente envolvida em operações de lavagem de dinheiro da facção criminosa. Além dos valores apreendidos anteriormente, os policiais encontraram com ela mais de R$ 1 milhão em espécie, juntamente com 50 mil dólares, totalizando cerca de R$ 250 mil.

De acordo com informações da polícia, a acusada estaria atuando em diversas cidades da Baixada Santista, incluindo Santos, Cubatão e Guarujá, além de operar na cidade de São Paulo. A suspeita é de utilizar estabelecimentos na área de beleza, imóveis e uma empresa pertencente ao seu irmão como fachada para lavagem de dinheiro da organização criminosa.

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img