Undokai em Promissão preserva cultura e integra comunidade há mais de 70 anos

Introduzido pelos pioneiros e preservado até hoje, Undokai atrai a participação de crianças

No último dia 27, um domingo, a Associação Esportiva e Recreativa de Promissão (AERP) – razão social da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Promissão – e a Prefeitura Municipal de Promissão, com a realização do 71º Undokai – ou Gincana Poliesportiva – deram continuidade a uma tradição iniciada há mais de 70 anos pelos pioneiros. E como sempre acontece, o tradicional evento esportivo – que reúne jogos e atividades para todas as idades – renovou os laços entre familiares e também o congraçamento e a confraternização com os promissenses. Famílias inteiras aproveitaram para se divertir na pista de atletismo da Praça Shuhei Uetsuka – que em 2018 serviu de palco para a recepção à então princesa Mako.

A programação, que teve início por volta das 9 horas, se estendeu até às 17 horas. Foram cerca de 40 provas, entre corrida, revezamento, futebol, caça ao tesouro, pescaria, supermercado, bola ao cesto, corrida com uma das pernas amarradas, apanhar feijão com hashi, corrida de tamancão e revezamento familiar. Intervalo só para o almoço, mas entre uma prova e outra era possível fazer um lanchinho à beira do campo em autênticos piqueniques.

Este ano, o evento serviu para comemorar o Centenário da Emancipação Política do Município de Promissão, 115 anos da Imigração Japonesa no Brasil, 105 anos da Colonização Japonesa em Promissão e ao V Ano da Era Reiwa.

Abertura – Participaram da cerimônia de abertura a primeira-dama do Município e presidente do Fundo Social, Andrea Novaes Franco (representando o prefeito Dr. Artur Manoel Nogueira Franco), o presidente da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Promissão, Fabio Maeda; o presidente do Setor 1B da Federação das Associações Culturais Nipo-Brasileiras da Noroeste, Takenobu Okaji; a presidente da Câmara Municipal de Promissão, Isabel Cristina Roz de Carvalho Santaella; o vereador Casagrande e representantes de associações nikkeis de Lins, Cafelândia, Aliança, Guaiçara, Birigui, Penápolis, Guaimbê e Getulina.

Testemunha viva – Takenobu Okaji, que tinha 9 anos quando aconteceu a primeira edição do Undokai de Promissão, é o que se pode chamar de “testemunha viva da história”. Com autoridade, conta que foi naquela mesma pista que aconteceu a primeira competição de atletismo da comunidade. “É um orgulho ver que, ao comemoramos 105 anos de imigração, este evento marca a integração dos nikkeis com a sociedade local sem distinção de cor, raça ou religião”, conta Takenobu, lembrando que o Undokai foi trazido pelos pioneiros e inicialmente servia para integrar as famílias nos núcleos de imigração. Em todos esses anos, conta, a tradicional gincana de Promissão só não foi realizada no período pandêmico.

“Com a participação da Prefeitura, da comunidade, pessoas físicas e empresas, conseguimos arrecadar alimentos e produtos de limpeza que são distribuídos para os participantes. Todos acabam levando algo para casa”, explica Takenobu, lembrando que as atividades reúnem desde crianças de 5 anos até pessoas com mais de 80 anos de idade.

“Assim como o bon odori, também o undokai transmite valores da cultura japonesa, como a disciplina, a ordem e o respeito aos mais velhos”, afirmou.

Integração – Representando o prefeito, Andréa Novaes Franco leu uma mensagem do chefe do executivo na qual Arthur Manoel Nogueira Franco destaca que o Undokai “é mais do que apenas um festival esportivo”. “Ele simboliza a integração, o espírito comunitário e a importância do esporte do bem-estar em nossa vida diária”, disse, acrescentando que o evento reúne famílias, jovens e idosos em uma série de atividades que promovem saúde, camaradagem e alegria”.

“Ao olharmos para esses eventos somos lembrados da profundidade da contribuição comunidade da comunidade japonesa para Promissão. Eles não são apenas uma celebração da cultura japonesa, mas também uma celebração da união e da diversidade que define a nossa cidade”, explicou o pefeito em sua mensagem, referindo-se também à primeira edição do Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas, realizado simultaneamente na Área dos Monumentos da mesma Praça Shuhei Uetsuka.

Prova de pegar feijão com com hashi habilidade

Matar a saudade – Em seu discurso, o presidente da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Promissão, Fabio Maeda, lembrou que o Undokai “é uma gincana poliesportiva que une os povos e contribui muito para o desenvolvimento do país”. “No início da colonização japonesa no Brasil, era uma forma que os imigrantes tinham para se reunirem, matarem a saudade da terra natal e renovarem suas forças para continuarem trabalhando. Desde a colonização japonesa em Promissão, já se passaram 105 anos, mas o Undokai continua sendo utilizado para a manutenção e divulgação dos valores da cultura japonesa”, disse Fabio Maeda.

Tanto na abertura como no encerramento, os participantes deram uma volta olímpica com as autoridades e convidados. Coube a Takenobu Okaji declarar encerrada a 71ª edição do Undokai de Promissão. Com o público já ansioso pela edição de 2024.

Bola ao cesto gincana poliesportiva une gerações

(Aldo Shiguti)

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img