Segunda edição do Brazilian Day Japan destacou a rica presença brasileira no Japão

Evento deste ano contou com a presença do cantor Kazufumi Miyazawa, que esteve recentemente se apresentando no Brasil

Evento mostrou a riqueza da musicalidade e cultura brasileira no outro lado do mundo

O Brazilian Day Japan, em sua segunda edição, celebrou a cultura brasileira no coração do Japão. Com mais de 30 atrações artísticas e culturais, o evento trouxe mais de 15 mil pessoas em três dias de festa. 

Além das apresentações, as inúmeras barracas de alimentação ofereciam uma verdadeira viagem gastronômica pelo Brasil, com pratos típicos de diferentes regiões. Os sabores autênticos encantaram os visitantes, que puderam experimentar desde acarajé até churrasco brasileiro.

A musicalidade esteve em alta, da música popular brasileira (MPB) com Lisa Ono, Duo Sammity e Roberto Casanova e Mika, passando pelo pop rock com Danilo Arruda, Rê Munhoz e Jeff Paul, Banda AMFM e Banda Dahu. O Rap foi representado pelo japonês Tomohiko (Baile de Tokyo) e a turma do H2O, já o pagode contou com a apresentação do Pulga Percusão e do grupo Pagode do Ramos. O sertanejo não poderia faltar, a bela apresentação ficou por conta da dupla Campo Novos e Paulista. 

O calor forte do dia não desanimou ninguém, pelo contrário, criou um clima de festa e alegria. As pessoas se refrescaram com bebidas geladas e continuaram aproveitando as atrações do evento, que contou ainda como axé do Bloco Barravento e o piseiro comandado pela Nayara Vanyse e sua banda. 

O evento este ano contou com presença do cantor nikkei Joe Hirata que veio exclusivamente para se apresentar no Brazilian Day Japan Hamamatsu e do cantor japonês com forte ligação com o Brasil, Miyazawa Kazufumi. O destaque desta vez foi a vibrante música nordestina, com apresentações de forró que fizeram todos dançarem e se divertirem. A festa teve um brilho especial com Del Feliz e o Saulo Fernandes.

Para o organizador do evento, Mario Makuda, os três dias foram de alegria e os 115 anos de Imigração Japonesa no Brasil não poderia passar em branco, tinha que ser enaltecido também em solo nipônico, justamente pela ligação entre os dois países. 

“Temos dois milhões de descendentes lá no Brasil e 220 mil brasileiros aqui, esses laços são sanguíneos e não podemos negar, nos precisávamos deixar este legado”, declarou.

A apresentação final de Saulo foi o ponto alto da noite, com sua energia contagiante e músicas que levaram o público ao delírio. Foi uma maneira incrível de encerrar um dia cheio de cultura, música e diversão brasileira no Japão. O Brazilian Day Japan certamente deixou uma marca memorável em todos os presentes.

“Que público hein? Pessoas amadas e sensíveis. Eu tenho a impressão que as pessoas do Japão estão com os braços estendidos para nos dar amor. Estou muito grato, coração sorrindo”, disse Saulo.

Evento deste ano contou com mais de 30 apresentações artísticas

(Silvio Mori, especial para o Nippon Já)

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img