Ryukyu Koten Ongaku Nomura Ryu Hozonkai filial do Brasil comemora 60 anos com grande espetáculo

Apresentação comemorou concessão de licenças – Associação Brasil Nippou

O Ryukyu Koten Ongaku Nomura Ryu Hozonkai filial do Brasil realizou, no último dia 17, na sede da Associação Okinawa Kenjin do Brasil, no bairro da Liberdade, em São Paulo, uma cerimônia comemorativa do 60º aniversário de sua fundação e uma apresentação em comemoração à concessão de licenças intitulada “A Beleza das Artes Clássicas”.

A cerimônia teve início com uma homenagem aos imigrantes e membros falecidos, seguida de um discurso do presidente, Seiei Komesu, que enfatizou os esforços para atrair jovens da segunda e terceira geração e os não descendentes de japoneses, desde o 50º aniversário. 

O presidente do ramo Moriharu Arashiro explicou que “em conjunto com o colega veterano Seiei Komesu, dedicamos esforços para despertar o interesse de crianças de cerca de 10 anos de idade pelo sanshin e, eventualmente, realizamos encontros como o do Grupo Juvenil Sanshin no Centro de Vila Carlon”. “Nesse ambiente animado, jovens tocadores de sanshin se juntaram entusiasticamente às nossas sessões de treinamento e, como resultado, temos agora instrutores de sanshin. Estamos muito emocionados e corajosos com essa conquista”, disse.


Foi a 1ª vez que instrutores e professores vieram ao Brasil

Licença – Na cerimônia de concessão de licença, Hidetaki Lucas Kaneshiro recebeu a licença de instrutor de sanshin, Takaou Yoshimura recebeu a licença de instrutor de shamisen e Emi Shinjo recebeu a licença de instrutor de koto. Além disso, seis membros, Shinjiro Arakaki, Ankichiro Moromizato, Shinji Onaga, Yasuei Takae, Seiei Komesu e Shuko Joma, receberam certificados de reconhecimento em homenagem ao 60º aniversário.

Em nome dos destinatários dos certificados de reconhecimento, Shinjiro Arakaki expressou sua alegria, dizendo: “É uma honra receber um certificado de reconhecimento neste momento significativo.” Após a troca de presentes entre a sede e o ramo, o presidente da Associação de Pessoas de Okinawa, Ritsusho Takara, elogiou a música clássica de Ryukyuan.

Por fim, o presidente da sede, Koshu Miyagi, expressou seu respeito aos pioneiros da primeira e segunda geração, dizendo: “O sanshin, a música e a cultura que nossa terra natal se orgulha, tornaram-se um suporte para nossos corações (mesmo no Brasil). Eles sempre estiveram conosco na vida, enraizados firmemente na terra do Brasil sem nunca desaparecer. Isso é uma grande conquista e um tesouro”.

Foi a primeira vez em 20 anos que instrutores e professores da sede em Okinawa vieram ao Brasil para apresentar uma performance autêntica. Após a cerimônia, a apresentação em comemoração, intitulada “A Beleza das Artes Clássicas”, começou com cerca de 60 membros da sede e do ramo cantando juntos músicas como “Kagiyade Fushi”, “Nobe-Ki Bushi” e “Age-Sakuda Bushi”. Cerca de 450 pessoas na plateia aplaudiram entusiasticamente enquanto cerca de 10 performances ensaiadas foram apresentadas sequencialmente.

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img