Presidente do Cooper Clube, Carlos Fujii recebe Título de Cidadão Paulistano

Fujii com a família (a esposa Lígia, a filha Adriana e o neto Kenzo) e o proponente da homenagem, vereador Aurélio Nomura

No dia 2 de dezembro, um sábado, o Cerimonial da Câmara Municipal de São Paulo se deslocou até a sede do Cooper Clube, na zona Oeste de São Paulo, para uma ocasião especial: a entrega do Título de Cidadão Paulistano ao presidente do Cooper, Carlos Hiroshi Fujii. Trata-se da mais alta honraria concedida pela Câmara Municipal de São Paulo às pessoas que nasceram fora da cidade de São Paulo e que se destacam pelos serviços prestados à cidade. Iniciativa do vereador Aurélio Nomura, a sessão solene contou com a presença de familiares – entre eles a esposa, Lígia, a filha Adriana e o neto Kenzo – amigos, autoridades e parlamentares. Na ocasião, foi celebrado também o Koki Iwai – aniversário de 70 anos – de Carlos Fujii.

Por se tratar de uma cerimônia oficial, o evento foi conduzido pelo mestre de cerimônias da CMSP, Antônio Carlos Vieira Jr e contou com a participação da Banda da Guarda Civil Metropolitana.

A Mesa foi composta pelo homenageado e sua esposa, Ligia Missae Toma Fujii; pelo proponente, vereador Aurélio Nomura; pela cônsul geral adjunta do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Chiho Komuro; pelo presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social -, Renato Ishikawa; pelo diretor Regional em Marília do Governo do Estado de São Paulo, Walter Ihoshi; pelo presidente do Conselho Deliberativo do Cooper, Solon Yasuhiko Tagusagawa; pelo CEO da Perigot, Giuseppe Ilário e pelo delegado da Associação de Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg), Ney Antonio Moreira Duarte.

Calos Fujii e a esposa com autoridades e amigos

Líder – Abrindo a série de discursos, o delegado Ney Duarte contou que teve oportunidade de conhecer “com mais proximidade” o homenageado no ano passado, durante o Curso de Estudos de Política e Estratégia direcionado a civis e militares, realizado na Amazônia Oriental. 

“Ele foi lá para aprender mas nos ensinou muito, principalmente valores que o Fujii carrega dentro de si”, disse o delegado, que elogiou ainda a capacidade de liderança de Carlos Fujii. “Como vi em seu currículo, ele sempre despontou com um líder em todas as atividades que exerceu. E na Adesg não foi diferente”, comentou Ney Duarte.

Representando os empresários, amigos e confrades, Giuseppe Ilário lembrou que conhece Carlos Fujii há cerca de 20 anos. “Através de um amigo comum, acabamos nos tornando sócios de uma empresa de cosméticos e desde então mantemos essa amizade. Ele também faz parte da Confraria dos Marmanjos, um grupo formado, em sua maioria, por profissionais com longa trajetória no setor cosmético e que se reúnem com o intuito de promover uma ação solidária, em prol de uma instituição de caridade”, explicou Ilário, acrescentando que “o Carlos é figura muito importante na nossa Confraria”.

Exemplo – Coube ao presidente do Conselho Deliberativo do Cooper, Solon Yasuhiko Tagusagawa, falar sobre a trajetória do homenageado no Cooper. Ele lembrou que a convivência com o Fujii teve início durante o período 2012-2017, quando o lema do Cooper era a integração dos diversos departamentos do clube e dele com a comunidade nipo-brasileira.

“Sua experiência profissional como executivo de grandes empresas – nacionais e internacionais – deu a ele bagagem para atuar na área de marketing, na divulgação do Cooper em busca por novos patrocinadores e, principalmente, de novos associados. Hoje somos considerados um dos grandes clubes nikkeis do Brasil, num terreno de quase 200 mil metros quadrados e uma infraestrutura exemplar de áreas esportivas, culturais e sociais, com quase quatorze mil metros quadrados de área construída. Carlos Fujii comandou os eventos sociais e culturais de forma ímpar, inovando e trazendo novas atrações para as mais diversas faixas etárias”, explicou Solon, explicando que, como presidente do Cooper, cargo que assumiu em 2018 – atualmente está em seu segundo mandato –Carlos Fujii “tem passado por fases distintas, como é a nossa vida”.

Realizou melhorias e promoveu mudanças “para melhor”, além de buscar uma maior interação com a comunidade nikkei e consolidar parceria com a Associação Cultural e Esportiva Piratininga. Em 2020, veio a pandemia e, com o vírus, novos desafios. “Mas é na crise que se revelam os grandes dirigentes”, destacou Solon, afirmando que, com a ajuda dos associados – que continuaram pagando a taxa de manutenção mesmo sem frequentar o clube – e medidas pontuais, o Cooper saiu fortalecido. “Ele conseguiu gerenciar a crise com maestria”, afirmou Solon.

Clube da Família – Presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa lembrou a atuação de Carlos Fujii, “juntamente com os demais associados, na memorável campanha de arrecadação de recursos para concorrer e arrematar em leilão público, realizado em 2007, o patrimônio da tradicional Cooperativa Atlético Clube, que estava prestes a ser transformado em empreendimento imobiliário”.

“Graças a este esforço conjugado com todo quadro social – com alguns associados antigos até mesmo recomprando os seus títulos numa emocionante demonstração de amor à entidade – o Cooper Clube completou no ano passado seus 80 anos de gloriosa existência, constituindo-se hoje no mais completo clube nikkei de São Paulo”, disse Renato Ishikawa, acrescentando que o Cooper hoje é “um dos maiores do Brasil, ostentando, com muito orgulho, o lema de ‘Clube da Família’”.

A cônsul Chiho Komuro destacou a atuação do homenageado “em diversas áreas”. Segundo ela, Fujii é uma pessoa “muito positiva e enérgica” e que irradia “boas vibrações”. “O Cooper é apenas uma das muitas entidades para as quais ele tem contribuído ao longo de sua história. Entidades que ganham com sua vasta e competente experiência profissional conquistada durante uma carreira de sucesso nas mais diversas empresas nacionais e multinacionais em que atuou. Nós do Consulado Geral de São Paulo agradecemos toda a dedicação e compromisso do senhor Fujii em prol do desenvolvimento e bem-estar da comunidade nikkei bem como para o estreitamento das relações Brasil-Japão. Esperamos que este reconhecimento da Câmara Municipal de São Paulo seja uma ponte de inspiração e incentivo para que o senhor continue colaborando para a construção de uma comunidade que cada vez mais ativa e respeitada pela sociedade brasileira”, concluiu a cônsul.

O tradicional Parabéns para voce com a esposa Lígia, a filha Adriana e o neto Kenzo

Orgulho e companheirismo – Já a esposa e companheira Lígia Fujii compartilhou seu sentimento de “orgulho e companheirismo da vivência em família em 40 anos de vida em casal”. “A nossa convivência não foi fácil porque nós tínhamos e temos personalidades fortes, com muitos sonhos a realizar, mas tínhamos uma coisa em comum, um objetivo importante e forte de construir uma família com respeito e amor”, lembrou Lígia, afirmando que “não foi fácil equilibrar o sonho com a realidade do dia a dia”.

“Mas você sempre me incentivou durante todos esses anos a buscar e realizar os meus sonhos tanto pessoais como profissionais. Compartilhamos momentos juntos dentro da minha área de atuação, as alegrias e tristezas também fazem parte da vida de altos e baixos. A sua visão, sempre muito clara e objetiva, me ajudou muito a trilhar esse caminho. Sempre admirei sua inteligência e garra de atingir os nossos objetivos, mas sempre olhando o outro também, porque o outro também é muito importante”, disse a esposa, acrescentando que, mesmo com seus afazeres, “você sempre colocou a família em primeiro lugar”. “Tenha muito orgulho da família que construiu, dos amigos e parentes que cuidou. O sucesso material é somente a consequência de trabalho árduo, mas não é nada se não tiver a realização pessoal e espiritual, pois nós estamos aqui somente de passagem”, concluiu Lígia.

Cooperativismo – Proponente da homenagem, o vereador Aurélio Nomura explicou que nutre “um carinho muito especial pelo Cooper, não só por ser sócio”. “Como frequento aqui há muito tempo, pude conhecer a história do nosso clube. Vivenciamos aqueles momentos de muita expectativa em outubro de 2007, quando foi realizado o disputadíssimo leilão em que o Cooper correu o risco de perder esse patrimônio, bem como toda a história construída a partir de 18 de julho de 1942, data da sua fundação. Foi com esforço e empenho da família do Cooper que iniciou a criação de um Fundo Especial de Aquisição do clube, que um dia seria efetivado através dele. Assim, no dia 17 de outubro de 2007 é que se conseguiu ter o lance vencedor e desta forma foi possível continuar esse patrimônio e manter viva acesa a chama dessa trajetória dos imigrantes japoneses no nosso país, que introduziram o cooperativismo e que criaram uma das maiores e mais respeitadas cooperativas brasileiras, a Cooperativa Agrícola de Cotia”, destacou o parlamentar, para quem o Cooper é atualmente um dos clubes bem estruturados na cidade de São Paulo, “com a vantagem de estar dentro da Capital”.

Diferencial – “O Cooper traz ainda um grande diferencial. Não é um simples clube, mas uma verdadeira comunidade de associados que cultiva os valores da amizade e respeito. Por isso, o lema do Cooper é o melhor da vida ao alcance de sua família. Podemos citar também alguns ícones da cultura japonesa que foram implantados aqui no Cooper para lembrar a história da imigração japonesa e para que ela perpetue na memória de todos nós, como o Espaço Sakura, Hanami, o Jardim das Camélias, o Jardim Japonês e o tori, além da alamedas de sakura”, disse Aurélio Nomura.

Gratidão – Para Carlos Fujii, “a homenagem com a honraria do Título de Cidadão Paulistano que recebi por indicação do vereador Aurélio Nomura, e da Câmara dos Vereadores da Cidade de São Paulo, tem um significado importante, marcante e de realização para quem chegou aos 14 anos nesta grande cidade de São Paulo, vindo de Sertaneja, uma pequena cidade do Paraná, foi acolhido e teve a oportunidade de constituir uma família maravilhosa, se realizar profissionalmente, contribuir com a sociedade e se dedicar à comunidade nipo-brasileira”.

“Muito me honrou poder receber esta honraria e junto comemorar o meu aniversário Koki-Iwai com a minha família e parentes, autoridades, amigos atuais e da minha juventude, companheiros do Cooper Clube, e com a cerimônia realizada na casa onde me dediquei e também tive a oportunidade de através dela contribuir à causa nipo-brasileira”, destacou o homenageado, que agradeceu, em especial, “a minha esposa Ligia, às minhas filhas Adriana, Fabiana, Luciana e ao meu neto Kenzo, aos meus pais Satono e Kenzo Fujii e aos oito irmãos que fizeram parte dessa jornada”.

(Aldo Shiguti)

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img