Patrimônio da Humanidade, Castelo de Shuri (Okinawa) começa reconstrução após incêndio de 2019

SONY DSC

No dia 31 do último mês (outubro), completaram-se três anos desde o incêndio do Castelo de Shuri, localizado na cidade de Naha da província de Okinawa no Japão, ocorrido em 2019. Um total de seis construções, incluindo o palácio principal, foram completamente destruídos. O incêndio que queimou o “símbolo de Okinawa” causou uma sensação de perda para muitos.

No Parque Shurijo, antes do início dos trabalhos de reconstrução do palácio principal, um projeto de “Reconstrução à Mostra” está em andamento para mostrar o processo de restauração ao público. Além disso, com base nas lições aprendidas com o incêndio, foi realizado no parque um treinamento simulando um incêndio em conjunto com o Corpo de Bombeiros Municipal.

No incêndio ocorrido há três anos, os fogos começaram durante a madrugada e as autoridades só detectaram horas depois, o que comprometeu a extinção do fogo nos estágios iniciais. Levando isso em consideração, o treinamento deste ano se iniciou às 5h30 da manhã, antes do sol nascer. O treinamento supôs que o incêndio começaria em um armazém, onde ficam guardados materiais para a reconstrução do palácio principal, e os seguranças usaram extintores de incêndio para extinguir o fogo nos estágios iniciais, além de descarregarem água com uma mangueira conectada a um carro de bombeiros.

O chefe do Escritório Nacional do Parque Memorial de Okinawa, Yuji Hiratsuka, disse que pretende “rever o sistema de gerenciamento realizando esses treinamentos até a reconstrução completa do palácio principal, para que nunca mais se repita um incêndio”.

A cerimônia de início das obras do palácio principal ocorreu no dia 03 de novembro, com previsão de conclusão até o ano de 2026. De acordo com o Escritório do Gabinete, a reconstrução custará aproximadamente 12 bilhões de ienes.

A prefeitura recebeu mais de 5,5 bilhões de ienes em doações, dentro e fora do país (inclusive da comunidade no Brasil) que serão destinados para aquisição de madeiras e esculturas do palácio principal. Após a restauração, os sprinklers, que não tinham sido instalados por motivos paisagísticos, serão instalados.

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img