Momento atual das empresas nikkeis: Kikkoman do Brasil

Molho shoyu honjozo e outros produtos da marca Kikkoman
Perfil da Kikkoman do BrasilNome oficial: Kikkoman do Brasil Indústria e Comércio de Alimentos e Bebidas Ltda.
Localização: São Paulo (sede) e Campinas (fábrica)
Ano de fundação: 1934 (tornou-se subsidiária da Kikkoman em 2020)
Número de funcionários: 130 (março de 2023)
Atividade comercial: produção e venda de molho shoyu e outros temperos; produção e venda de sake e sake culinário; importação e venda de arroz.
Presidente Hideyuki Ozaki

Nesta décima edição de “O Agora das Companhias Nikkeis no Brasil”, conversamos com Hideyuki Ozaki, Presidente da Kikkoman do Brasil Indústria e Comércio de Alimentos e Bebidas Ltda. (daqui em diante, Kikkoman do Brasil). A Kikkoman do Brasil é uma subsidiária brasileira da Kikkoman Corporation, líder japonesa na produção de molho shoyu., sendo recente a notícia de que a companhia começou a fabricar e vender o molho shoyu produzido pelo método tradicional de fermentação (honjozo) no Brasil em novembro de 2021. Produzido a partir da soja e trigo, e com o uso de métodos tradiconais de produção e qualidade dos japoneses, o molho shoyu da companhia também teve um grande impacto na história da imigração japonesa no Brasil, que veio caminhando de mãos dadas com o tempero até os dias de hoje, e continua o desafio de temperar a vida dos consumidores brasileiros.

89 anos de história com os imigrantes japoneses

Hoje, a Kikkoman do Brasil vende 24 variedades de molho shoyu, molhos asiáticos e temperos, 8 variedades de sakes da marca Azuma, popular no Brasil há muitos anos, e o arroz renomado mirokumai.

Em 2020, a Kirin Holdings Company, Limited transferiu todas as ações da Azuma Kirin, que fabricava e vendia sakes e temperos no Brasil, para a Kikkoman Corporation.  O desfecho desta decorrência iniciou a Kikkoman do Brasil.

A antecessora da Azuma Kirin, a Indústria Campineira Agrícolas Campineira Ltda.  foi criada em 1934 para produzir e vender sake aos imigrantes japoneses que se estabeleceram no Brasil. Na época, muitos imigrantes japoneses tinham que suportar trabalhos duros e possuíam poucas diversões. Muitos deles comprometeram a saúde ao beber a pinga de baixa qualidade da época, que era consumida como substituto do sake. Tendo esse contexto social em vista, a companhia foi fundada com o objetivo de fornecer sake de alta qualidade para os imigrantes japoneses. Mais tarde, a companhia começou a envolver-se na produção e venda de temperos japoneses. Em particular, o sake tornou-se muito popular como um autêntico sake produzido no Brasil e, em conjunto com a popularidade dos “sakepirinhas” entre os brasileiros, estabeleceu a posição número 1 no mercado brasileiro de drinks.

“seasoning your life”

Fábrica em Campinas

O Grupo Kikkoman definiu seu objetivo como “Compromisso da Kikkoman: encher o mundo com a alegria proveniente da alimentação preparada com carinho” e adotou o slogan corporativo, ”seasoning your life”. O primeiro ambiente que aparece quando se entra na sede da Kikkoman do Brasil é uma confortável sala integrada a uma cozinha, onde a companhia trabalha para desenvolver o mercado para o seu molho shoyu honjozo. Nesse ambiente, ela aproveita a proximidade com seus clientes para desenvolver produtos e receitas que vão ao encontro dos gostos e características culinárias do mercado brasileiro.

O molho shoyu da Kikkoman, com suacor vermelha-alaranjada clara, umami e aroma rica derivados do honjozo, é utilizado em mais de 100 países e combina bem com todos os tipos de alimentos e ingredientes. A Kikkoman do Brasil estuda seriamente nas possibilidades da cultura alimentar do Brasil, que possui uma das maiores diversidades de ingredientes do mundo. A empresa também desenvolveu uma gama de temperos adaptados às necessidades brasileiras, e, no site da empresa, disponibiliza chefes famosos apresentando receitas voltadas para ambientes familiares

No Brasil, os temperos à base de molho shoyu honjozo mais preferidos são aqueles levemente doces. Outros produtos populares no Brasil incluem o molho de gergelim e o molho de sweet chilli doce para alimentos fritos.

A produção local tornou o molho shoyu honjozo mais acessível do que os produtos importados, e a cultura do molho shoyu no Brasil desenvolve-se a cada dia, ao ponto de já haver pessoas que guardam variedades de molho shoyu da Kikkoman e de outros fabricantes brasileiros nas suas cozinhas, utilizando marcas diferentes conforme o prato.

Sakess da marca Azuma e os novos sakes aromatizados

Sake aromatizado

O sake da marca Azuma Kirin que foi popular na comunidade japonesa do Brasil há quase 90 anos foi renomeado como marca Azuma, e seus produtos incluem “Sake Guinjo” e “Sake Nama”. Em dezembro do ano passado, foi lançada uma nova linha de sake, aromatizada com fragrâncias naturais. Baseado no Azuma “Sake Dourado”, o sake mais popular do Brasil, a marca oferece três variedades de sakes aromatizados que conceituam o Brasil, Ásia e Mundo: Tangerina x Pimenta Rosa, Chá Branco x Yuzu e Baunilha x Mel, respectivamente. As três variedades foram disponibilizadas para degustação no Festival do Japão, em julho, e tiveram boa aceitação do público. A refrescância e a facilidade de beber mesmo para aquelas que não estejam acostumadas com o sake torna a bebida aceitável por um público mais amplo, e a sua originalidade nos incentivar a escolher os produtos como presente para ser apreciada com os amigos.

Temos que ficar atentos com as atividades criativas de empresa pois temos a sensação de que o Brasil pode abordar antecipadamente a cultura alimentar japonesa.

Entrevistadora: Tomoko Oura

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img