Maior, Festa do Sushi de Registro recebe cerca de 12 mil pessoas

As apresentações do Minyo Yamatokai do Bunkyo de Registro foram muito elogiadas pelo público que compareceu à festa

Realizada nos dias 3 e 4 de junho na Praça Beira Rio pela Associação Cultural Nipo-Brasileira de Registro (Bunkyo de Registro), com apoio da Acer (Associação Cultural e Esportiva de Registro), Freedom, Uces (União Cultural e Esportiva Sudoeste) e Prefeitura Municipal de Registro, a 27ª edição da Festa do Sushi de Registro com Festival Gastronômico, confirmou a tendência de crescimento registrada nas últimas edições e vem se consolidando a cada ano como um dos grandes eventos do Vale do Ribeira. 

De acordo com o coordenador geral do evento, Dilson Tsunoda, a festa recebeu cerca de 12 mil pessoas nos dois dias, superando a expectativa inicial, que era receber um público estimado em 10 mil visitantes.

A reportagem do Nippon Já esteve presente nos dois dias de programação e constatou um movimento intenso principalmente no sábado. Também no domingo, com tempo bom, os registrenses aproveitaram o dia ensolarado para almoçar com a família na praça Beira Rio, local do evento. Além dos tradicionais makizushis, nigirizushis, tempurás, yakisoba e sashimis, vendidos pelo Bunkyo de Registro – o Nihon Gakko vendeu também hot roll  – o público teve oportunidade de saborear outros pratos tradicionais da culinária japonesa, como o karaague e obentô, além de pasteis, espetinhos e sanduíches. O evento contou também com diversos bazaristas.

“Este ano aumentamos a praça de alimentação em 20% e oferecemos também mais opções de comidas”, explicou Dilson, lembrando que, na parte artística, além do cantor Joe Hirata – presença constante na Festa do Sushi de Registro – outra atração “importada” foi o grupo de taikô Ryukyu Koku Matsuri Daiko da filial de Curitiba (PR), que se apresentou no domingo.

O grupo de taiko Ribeira Ryofu Daiko, do Bunkyo de Registro, foi uma das atrações da festa

Além do Vale do Ribeira – Para o presidente do Bunkyo de Registro, Irineu Makoto Kawajiri, uma das grandes dificuldades dos organizadores da Festa do Sushi é justamente a falta de recursos para a contratação de artistas. “Por isso recorremos às atrações do próprio Bunkyo”, conta. E a fórmula tem dado resultado. Nos dois dias, passaram pelo palco os grupos de Minyo Yamatokai, o Departamento de Karaokê, de Língua Japonesa e o taiko do Ribeira Ryofu Daiko. Todos bastante aplaudidos.

A ideia, destaca Makoto, é tornar o evento conhecido além do Vale do Ribeira, principalmente na capital paulista e baixada santista. “Em Registro temos um público cativo, que já está bem familiarizado com a cultura japonesa”, afirmou o presidente do Bunkyo, acrescentando que o aumento de público em relação aos anos anteriores deve-se, em parte, pela divulgação nas redes sociais.

Tradicional evento gastronômico inserido no Calendário de Eventos do Município de Registro, a Festa do Sushi foi realizada pela primeira em 1993, logo após a fundação do Bunkyo, com o objetivo de promover a integração das culturas brasileira e japonesa através da gastronomia e suas manifestações artísticas, além de valorizar a cultura japonesa, consagrar o município como Marco da Colonização Japonesa no Brasil e fortalecer o turismo.

Desde que foi idealizada, a Festa do Sushi deixou de ser realizada em apenas três ocasiões. A última vez que isso ocorreu foi em 2020, por conta da pandemia. Em 2021, ela foi realizada em formato on line e no ano passado, presencialmente na Praça Beira Rio.

A tendência, explica Dilson Tsunoda, é que a festa permaneça no mesmo local nas próximas edições. “Em 2019, realizamos o evento no ginásio da Acer, mas pelo visto, acho que o local não comporta mais o público que está recebendo”, destacou Dilson, explicando que, na Praça Beira Rio, que tradicionalmente recebe também o Tooro Nagashi – principal evento do Bunkyo de Registro – a Festa do Sushi agrega o público acostumado aos eventos japoneses e também os frequentadores da praça.

Parceiros – Presente na cerimônia de abertura, realizada na noite de sábado, o prefeito Nilton Hirota disse que a Festa do Sushi é um evento bastante tradicional na cidade e que congrega brasileiros e japoneses. “Sou mestiço e represento muito bem esses dois povos, Meu avô, Eiro Hirota, foi gerente do KKKK”, lembrou, apontado para o conjunto arquitetônico Kaigai Kogyo Kabushiki Kaisha, empresa de desenvolvimento industrial e rural de apoio aos imigrantes japoneses implantado em Registro em 1912 e localizado a poucos metros do local da festa.

Ao Nippon Já, o prefeito explicou que o avô veio da província de Osaka com apenas 17 anos de idade e construiu carreira no Vale do Ribeira. “Na época, ele foi um dos primeiros a se juntar com uma brasileira, o que motivou o exército japonês a vir até aqui tomar satisfação”, recorda Nilton Hirota, primeiro nikkei a assumir a Prefeitura de Registro.

Para ele, que considera o Bunkyo e a Acer parceiras da Prefeitura, “Registro é muito rica tanto em recursos como também em cultura”. “E o turismo é baseado na cultura, na nossa história”, disse o prefeito, que promete uma grande festa em 2024, quando Registro completará 80 anos de emancipação. A ideia, explica, é reforçar a imagem de Registro como Marco da Colonização Japonesa no país.

Patrimônio Imaterial – “Em 2019 assinamos o Protocolo de Intenções de reabertura do processo para que o Tooro Nagashi de Registro seja reconhecido como Patrimônio da Cultura Imaterial do país”, lembrou.  Na época, o reconhecimento foi solicitado pela Prefeitura em conjunto com o Bunkyo e, na ocasião, assinado pelo prefeito Nilton Hirota, pelo presidente do Bunkyo Irineu Makoto Kawajiri, pelo secretário municipal de Cultura, Turismo e Economia Criativa, Carlos Alberto Pereira Junior e pelo superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Ronaldo Ruiz.

“Esse processo está bastante avançado e acredito que nesse ano ele será sacramentado”, prevê, acrescentando que, “quando meu nome foi confirmado para ser prefeito, mergulhei no rio Ribeira. “Foi um gesto emblemático porque essa história para mim é muito importante”, afirmou.

Presente na festa, o secretário municipal de Cultura, Turismo e Economia Criativa, Edson Endo, “a Festa do Sushi é muito importante por manter a cultura japonesa no nosso município, além de desenvolver o turismo cultural e a economia criativa”. “A história de Registro tem que permanecer para as próximas gerações e eventos como esses são importantes para preservar e divulgar essa memória”, disse Endo.

Abertura – A cerimônia de abertura da 27ª Festa do Sushi contou com a presença do presidente da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Iguape – ACNBI, Milton Nomura (representando o presidente da Uces, Silvio Furukawa); o presidente da Acer, Marco Antônio Câmara de Andrade; o presidente da Fenivar (Federação das Entidades Nikkeis do Vale do Ribeira), Toraju Endo;  o presidente da Associação das Cidades-Irmãs Registro-Nakatsugawa, Kunihiko Takahashi; o diretor da Aciar – Associação Comercial de Registro – Manoel Chikaoka;  Murilo Macedo (representando o deputado André do Prado), vereadores, e secretários municipais, além da primeira-dama do município de Registro, Eliane Yamamaru.

(Aldo Shiguti)

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img