Kinki: a joia do Japão

Kinkaku-ji – Wikipedia/Divulgação

Finalmente o Japão Expresso chegou em uma região que, para turistas e locais, é considerada uma das mais importantes nos âmbitos linguístico-cultural, histórico e artístico: Kinki. A região, localizada no centro-oeste do país, abrange parte da área industrial e cidades históricas que são consideradas patrimônios nacionais. Um fato interessante é que, muitas pessoas se referem à área como 関西(Kansai), o que não deixa de ser correto. Porém, o termo Kansai é utilizado para as regiões de Ôsaka, Kyôto e Kobe em um contexto cultural, diferente de Kinki, uma classificação geopolítica.  

Kinki é composto pelas seguintes províncias: Mie, Nara, Wakayama, Kyôto, Ôsaka, Hyôgo e Shiga. Nessa região, são famosas a produção de arroz, frutas, madeiras e pescado. Além disso, abriga um polo histórico que guarda Tesouros Nacionais de valor incalculável para o país. Dentre as principais cidades, destaca-se a antiga capital do Japão, Kyôto, construída em 794, a fim de acolher a residência oficial dos imperadores. A cidade planejada é famosa pelos santuários, templos, monumentos históricos e, sobretudo, por sua “atmosfera” nipônica, tombada como Patrimônio Histórico Mundial em 1994. 

Dentre as deslumbrantes paisagens das construções de Kyôto, não podemos deixar de citar duas das mais populares: Kinkaku-ji e Kiyomizu-dera. 

Kinkaku-ji, conhecido como “Pavilhão Dourado”, foi construído no século XIV pelo xogum. O complexo conta com belíssimo jardim e a construção, revestida de folhas de ouro, conferindo a aparência dourada e icônica. 

Kiyomizu-dera, cujo nome significa “Templo da Água Pura”, vem das águas puras da cachoeira Otowa. O ponto alto da visita está em seu palco de madeira, pois oferece aos turistas uma vista panorâmica da cidade de Kyôto.

Em relação aos eventos da cidade, o Gion Matsuri é certamente o mais esperado pela população. A rua, além de trazer esse festival também é palco para quem deseja apreciar a beleza das geiko (o termo de Kyôto para gueixa) e maiko (aprendizes de geiko) andando pelas ruas. Para quem têm curiosidade, é possível conhecer mais sobre Kyôto e a vida das aprendizes na série da Netflix “Makanai: cozinhando para casa Maiko”. Além de retratar o dia a dia, na série é possível entendermos mais os preceitos desta importante figura na história e cultura do Japão. Além disso, ouvimos a famosa forma de falar da região, a Kansai-ben. Aqui vamos aprender algumas frases utilizadas nessa parte do Japão.

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img