Jornalistas brasileiros que atuam no Japão recebem homenagens

Evento foi realizado pelo Consulado do Brasil em Hamamatsu em parceria com o Portal Japão

Profissionais foram condecorados em alusão ao dia do jornalista, comemorado no dia 7 de abril

No dia 1º de abril, os jornalistas brasileiros que atuam no Japão receberam pela primeira vez uma homenagem alusiva ao Dia do Jornalista, comemorado no Brasil no dia 7 de abril, data instituída pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI) em 1931.

O evento, idealizado pelo correspondente do Nippon Já, jornalista Silvio Mori e realizado pelo Consulado-Geral do Brasil em Hamamatsu em parceria com o Portal Japão, homenageou 12 jornalistas. Empresas de mídia, oito no total, também foram condecoradas pelos relevantes serviços prestados junto a comunidade brasileira, além de três veículos japoneses e seus respectivos jornalistas, por cobrirem assuntos relacionados aos brasileiros no Japão.

A cerimônia foi realizada em Hamamatsu e teve início com a apresentação de jornalistas que já passaram pelo Japão, como Márcio Gomes, que foi correspondente da Globo e atualmente está na CNN. Em sua mensagem, destacou a importância do trabalho jornalístico realizado pelos profissionais, independente de onde estão.

¨Levar cultura, informação, comunicação, dicas de sobrevivência. O trabalho do jornalista é transmitir o que é importante¨, disse.

Na sequência, enviaram mensagens via vídeo, Cintia Godoy (Record), Carlos Gil (Globo), André Tal (Record), Fernando Jordão (apresentador do SBT News) e Alberto Gaspar (TV Cultura), os dois últimos enviaram mensagens por terem correspondentes no país, os jornalistas Erika Okazaki e Silvio Mori.

O apresentador do programa da TV Cultura, Legião Estrangeira, Alberto Gaspar e outros três correspondentes lembraram das dificuldades do trabalho anos atrás, sem Google, sem telefone celular, com a internet primitiva. ¨Viva o Dia do Jornalista¨, declarou.

As homenagens aos profissionais presentes na festa começaram com o veterano Osny Arashiro, em seguida, jornalistas com muitas experiências no Japão, como Gilberto Yoshinaga e Alexandre Ezaki.

“Me sinto honrado e feliz pela lembrança. Não foi um prêmio somente meu, mas de todos os nossos produtores de conteúdo, seja em TV, mídia física ou digital. Foi uma noite maravilhosa, em que reencontrei velhos amigos e fizemos novas amizades”, disse Ezaki.

Jornalistas homenageados: Silvia Kikuchi; Erika Okazaki; Gilberto Yoshinaga; Neide Hayama; Osny Arashiro; Fumio Almeida Hamasato; Alexandre Ezaki; Ewerthon Tobace; Anna Shudo; Roberto Maxwell; Fátima Kamata; e Thassia Ohphata.

Mídias brasileiras – As homenagens não se prenderam apenas aos profissionais, mas também aos veículos de comunicação, que muito contribuem para o cotidiano dos brasileiros no Japão, com informações e prestação de serviço.

A primeira a receber a condecoração foi a IPC World, que produziu o extinto jornal impresso International Press.

“A verdade é apenas uma percepção. Todas as histórias tem dois lados. Jornalismo é escutar os lados e tentar levar algo que a gente acha que é a verdade. Fico feliz em ver que muitos jornalistas que passaram pelo International Press e pela IPC TV estão aqui”, disse Arthur Muranaga, presidente do International Press.

A Alternativa, atualmente a única revista com maior circulação no Japão, também foi homenageada. No mês de maio, completa 22 anos de existência com a importante missão de levar informações precisas e úteis à comunidade brasileira no Japão. A homenagem foi entregue ao diretor-presidente da empresa, Ricardo Tai.

Mídia brasileira homenageadas:  Revista Guia JP; Revista Boa Dica; Dia a Dia JP, Alternativa, IPC World, Record TV Japan, Portal Mie e Japão Aqui.

Mídia japonesa – A mídia japonesa que cobre os assuntos brasileiros também foi lembrada. Os jornalistas, Hibino Tsumugi (Shizuoka Shinbun), Ohira Kaname (Asahi Shinbun) e Watanabe Mayumi (Chunichi Shinbun); e seus respectivos veículos também foram homenageados.

Segundo Hibino, achou que não conseguiria cobrir a comunidade brasileira por causa do idioma, mas foi bem acolhida e recebeu muita ajuda. “Gostaria de continuar ajudando a comunidade e mostrar aos japoneses a importância dos brasileiros”, disse.

Ao ser comunicada da homenagem, a jornalista japonesa Ohira levou um susto, pois não esperava pela condecoração. No final de fevereiro, o jornalista conseguiu emplacar uma série de 4 reportagens com a comunidade brasileira, intitulada “Vivendo no Japão”.

“Não coloquei trabalhando no Japão porque com a baixa natalidade, os estrangeiros estão realmente ajudando o Japão a se erguer novamente. Não apenas trabalhando, mas vivendo aqui”, explicou.

O evento aconteceu no Café Tournez La Page, contou com cerca de 80 convidados e foi realizada com os patrocinadores: foram Eureka Japan, Casa da Sogra, Avance, Out Sourcing, Aliena Corporation, Hiro World, Mundial Foods, Agência Ichiban, Linda Store, Infi 21, GK Service, Matsuura Giken, Oriente Film e Kowa.

(Silvio Mori, especial para o Nippon Já)

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img