Japão expresso: o segredo da longevidade no Japão

Você sabia que o Japão é conhecido por ter uma das maiores expectativas de vida do mundo, com uma média de 84,5 anos, segundo a Organização Mundial da Saúde? 

Mas o que faz os japoneses viverem tanto e com tanta qualidade? A resposta para essa pergunta não é única, mas sim uma combinação de fatores que envolvem alimentação, hábitos, cultura e saúde. Vamos conhecer alguns desses fatores que podem nos inspirar a ter uma vida mais longa e feliz.

1. Equilíbrio nutricional: a dieta japonesa é rica em peixes, frutos do mar, vegetais, frutas, cereais integrais, tofu e algas. Esses alimentos fornecem proteínas, fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes que protegem o organismo contra doenças crônicas. Além disso, eles priorizam os alimentos feitos no vapor, na grelha ou no caldo, preservando seus nutrientes e sabor natural.

2. Regra do hara hachi bu: essa expressão significa “comer até estar 80% satisfeito”. Ou seja, busca-se não comer até ficar completamente cheio, evitando o consumo excessivo de calorias e, consequentemente, controlando o peso. A forma como os japoneses servem seus alimentos, com o uso de pratos pequenos que dividem a comida em várias porções, estimula a mastigação lenta e a apreciação de cada sabor e facilita a aplicação do hara hachi bu.

3. O hábito de tomar chá verde: a bebida é consumida especialmente após as refeições. O chá verde tem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antibacterianas que beneficiam a saúde bucal, digestiva e cardiovascular. Também ajuda a prevenir o envelhecimento precoce da pele e a melhorar o humor e a concentração.

4. Medicina Preventiva: os japoneses valorizam as práticas tradicionais de cura, como a acupuntura, a massagem shiatsu e a fitoterapia. Essas práticas visam equilibrar o fluxo de energia vital (ki) no corpo e prevenir doenças. Quando necessário, eles também recorrem à medicina ocidental, mas evitam abusar de medicamentos ou cirurgias desnecessárias, pois preferem adotar um estilo de vida que fortaleça sua imunidade e bem-estar.

5. Mente sã, corpo são: os japoneses acreditam que a saúde não depende apenas do corpo, mas também da mente. Por isso, cultivam hábitos que promovem a saúde mental, como meditar, praticar artes marciais, fazer origami, cuidar de plantas e animais, ler livros e apreciar a natureza. Há um conceito na cultura japonesa chamado ikigai, que significa “razão de viver”. O ikigai é o que dá sentido à vida de cada pessoa, seja um trabalho, um hobby, uma família ou um sonho. Ter um ikigai é ter um motivo para se levantar pela manhã e seguir em frente com entusiasmo e motivação.

Esses são alguns dos segredos da longevidade japonesa que podemos aprender e aplicar em nossas vidas. Respeitando as condições e necessidades individuais de cada pessoa, o importante é buscar um equilíbrio entre o corpo e a mente, a alimentação e o lazer, o trabalho e o descanso. Assim, poderemos viver mais e melhor.

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img