Japão expresso: adquirindo vocabulário com Mangá

Semana passada trouxemos dicas de como inserir os doramas na sua rotina de estudos da língua japonesa. Hoje, conversaremos sobre outra ferramenta: o mangá. Esse item, em especial, é a razão de muitos alunos se interessarem pelo Japão e, consequentemente, pelo idioma. O mangá é um recurso interessante, e, diferente do dorama, contempla outras habilidades linguísticas, como a prática da leitura e a compreensão de texto. Tudo isso, enquanto você desfruta de uma história divertida e envolvente. 

Então, vamos compartilhar algumas dicas sobre como aprender japonês com o mangá e algumas expressões idiomáticas que são recorrentes nas mais diversas histórias:

Escolha um mangá voltado para o dia a dia, pois a chance de terem diálogos mais simples é maior. Além disso, observe se tem bastante furigana (leitura dos kanji) para ajudá-los na leitura. 

Esteja com algum dicionário sempre ativo em app ou em sites. Lendo com dicionário do lado, é possível acompanhar e entender o contexto da história de forma mais efetiva. 

Lei em voz alta! Praticando a leitura em voz alta, é possível melhorar a pronúncia e fluência.

Monte um glossário com as palavras pesquisadas. Geralmente são vocabulários que aparecem em outros momentos da história e, tendo um glossário, torna-se mais fácil o acesso ao significado delas.

Assim, no geral, aprender japonês com mangá pode ser uma divertida forma de enriquecer seu vocabulário e melhorar suas habilidades linguísticas. Além disso, nos mangás costumam aparecer expressões idiomáticas que podem não ser comumente usadas em conversas cotidianas, mas trazem profundidade aos diálogos e nuances à história. Trouxemos uma lista desse tipo de expressões que são populares em mangás. Vamos aprender?

(Material cedido Yoshi! Curso de Língua Japonesa. Siga no Instagram: @yoshi.cursojapones)

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img