Festival do Japão anuncia mudança no local de saída do transporte gratuito

Transporte gratuito sairá a partir do Metrô Santos Imigrantes; e serão vans ao invés de ônibus

A praticamente uma semana de realizar a 24ª edição do Festival do Japão, a Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), anunciou uma importante mudança no transporte gratuito. Por determinação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o transporte gratuito do Festival será realizado a partir da estação de metrô Santos Imigrantes (Linha 2–Verde) e não mais da estação Jabaquara (Linha 1 – Azul). Outro detalhe: ao invés de ônibus, o trajeto será feito por vans, com saída das 8 às 22 horas, nos dias 07, 08 e 09 de julho.

De acordo com o comunicado da Kenren, “o objetivo da medida é melhorar a fluidez do trânsito nas imediações do São Paulo Expo, localizado na Rodovia dos Imigrantes, km 1,5. A localização exata da saída das vans ainda não foi definida, mas a nossa equipe de voluntários estará disponível no metrô Santos Imigrantes para orientar o público do evento”.

Para o presidente da Kenren, Toshio Ichikawa, a alteração não deve afetar muito o deslocamento de pessoas até a São Paulo Expo, local do evento. “As vans carregam menos passageiros, porém tem a vantagem de serem mais rápidas”, explica Toshio, acrescentando que os organizadores disponibilizarão voluntários que orientarão o público tanto no novo endereço quanto no Jabaquara. “Contaremos também com a ajuda da PM”, disse, lembrando que existe a possibilidade de o percurso entre a estação Jabaquara e a São Paulo Expo ser feito a pé.

Mesmo com essa alteração, Toshio Ichikawa acredita que o Festival do Japão deste ano deve repetir o mesmo sucesso das edições anteriores. Em 2022, ano da retomada pós-pandemia, o evento recebeu um público estimado em cerca de 182 mil visitantes. Para este ano, a expectativa é pelo menos repetir a quantidade de público.

Festival do Japão é uma referência para os matsuris do país

Incógnita – Para isso, o espaço será maior que o ano passado. Para ser mais exato, 5 mil m2 maior – serão 35 mil  m2 este ano contra 30 mil m2 em 2022 – graças a utilização do pavilhão 8. “Este ano é uma incógnita pois a retomada já passou. Acredito que a realização do Festival deste ano está sendo bem mais complicada que no ano passado. Enfrentamos uma mudança de governo e tivemos que nos readequar à nova realidade. Mas a tendência é que o Festival do Japão siga o exemplo dos matsuris que estão sendo realizados pelo país, ou seja, todos lotados. E com o Festival do Japão, que é uma referência para todos os outros festivais, não será diferente”, disse Toshio Ichikawa, afirmando que, “é difícil fazer um evento deste porte, mas todos trabalham para que o Festival tenha um resultado expressivo”.

Status – Para ele, o Festival do Japão atingiu “um certo status que o próprio pessoal do Japão fala que é o maior festival de cultura japonesa fora do Japão”. “E é verdade”, conta Toshio, afirmando que não mede a grandeza do evento pela quantidade, “mas pelo conteúdo do evento”.

“Tanto que o próprio embaixador do Japão e o Consulado do Japão em São Paulo se preocupam e apoiam o Festival, mesmo que institucionalmente. Eles valorizam porque sabem que somos um importante vetor de divulgação da cultura japonesa”, disse Toshio, justificando que “o pessoal fala muito que o Festival do Japão está profissionalizado, mas estamos dentro de um ambiente profissional. Não é um ambiente para fazermos um evento de bon odori, mas para termos amostra de bon odori. E tudo de forma bem organizada”, explica, acrescentando que um dos diferenciais do Festival do Japão consiste justamente nos valores que ele transmite. Como o “omotenashi” – que significa hospitalidade, servir, tratar bem.

Acolhimento – Para este ano, além do já costumeiro atendimento – sempre simpático dos cerca de 1.200 voluntários – a Kenren também está planejando acolher os líderes de caravanas que visitam o evento. “O acolhimento é uma característica dos matsuris que frequentamos e importante que seja sentida também no Festival do Japão”, diz Toshio, ressaltando que a edição deste ano tem  como tema “Mottainai, desperdice menos, aproveite mais!”, “exaltando um dos principais valores da cultura japonesa, que é o combate ao desperdício, o aproveitamento e a otimização de todos os recursos utilizados, com a sustentabilidade nos 3 R´s de Reduzir, Reutilizar e Reciclar”.

“A ideia é abrir espaços para apresentar os cases de sucesso relacionados. Também as empresas estão falando muito em ESG (sigla, em inglês, que significa environmental, social and governance, e corresponde às práticas ambientais, sociais e de governança de uma organização), carbono zero… O momento é bom, não sei se vamos conseguir atingir os resultados que esperamos mas acredito que vale a pena chamara a atenção para o tema, até porque tema faz muito sentido para os japoneses, que desde pequenos aprendem a conviver com isso”, diz Toshio, acrescentando que um dos principais destaques da feira será a comemoração dos 115 anos da Imigração Japonesa no Brasil, e um espaço dedicado à divulgação da arte, da cultura e dos produtos das províncias do Japão.

Inspirado nos antenna shops, o Espaço das Províncias deve ocupar uma área de 400m e promete ser uma das grandes atrações do Festival, além do espaço Card Games, com o Capitão Hunter, juntamente com Akiba Space e o FJ e outras atrações, como com shows musicais, danças típicas, culinária regional tradicional das províncias japonesas, exposições culturais, workshops, ikebana, cerimônia do chá, artes marciais, Miss Nikkey e atividades gratuitas para as crianças, jovens, adultos e idosos.

FJ é considerado o maior evento de cultura japonesa

(Aldo Shiguti)

24º Festival do Japão

Onde: São Paulo Expo (Rod. dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo

Quando: Dias 07, 08 e 09 de julho. Sexta, das 11 às 21h; sábado, das 9 às 21h; e domingo, das 9 às 18h

Ingressos e informações:

Site: www.festivaldojapao.com – Tel: (11) 3277-6108 / 3277-8569

E-mail: secretaria@festivaldojapao.com – www.instagram.com/festivaldojapao

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img