Festival da Música e Dança Folclórica vai homenagear a professora Tangue Setsuko

Público poderá conferir a famosa dança do dragão da Associação Nagasaki – Marcel Uyeta

A Comissão de Música e Dança Folclórica Japonesa do Bunkyo  – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – realiza neste final de semana (24 e 25), no Grande Auditório da entidade, no bairro da Liberdade, em São Paulo, a 56ª edição do Gueinosai, considerado o mais tradicional e importante Festival de Música e Dança Folclórica Japonesa.

Realizado sempre no último final semana de junho, o evento tem como intuito encerrar a semana da imigração japonesa com uma celebração reunindo música e dança. E esta edição, que comemora os 115 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, terá a participação de 218 artistas e 18 grupos no sábado e 344 artistas e 25 grupos no domingo, totalizando 110 atrações nos dois dias.

De acordo com a presidente da Comissão Organizadora, Rumi Kusumoto, que participa dos bastidores do festival há 20 anos – está na coordenação desde a 38ª edição – este ano haverá uma homenagem especial  em memória da professora Tangue Setsuko (Taneko Hara) que faleceu, no último dia 16 de março, aos 83 anos de idade.

Retornos – A novidade desta 56ª edição é o retorno ao palco do grupo Taishogoto Kinseikai do Brasil depois do período de recolhimento devido à pandemia. Único grupo em atividade no país, é formado em sua maioria por pessoas da terceira idade.

As apresentações de danças tradicionais são as que reúnem maior número de professoras e praticantes, com cerca de 10 escolas.

Nessa modalidade também pode ser encaixada a União Cultural Guinken Shibu do Brasil que reúne as práticas de Shiguin (canto entoado), Shibu (dança do leque) e Kenbu (dança da espada) e que também está retomando suas apresentações no palco do Gueinosai.

Entre as danças folclóricas, o grupo Tottori Shan Shan Kassa Odori tem arrancado aplausos em suas apresentações com as movimentadas performances utilizando as multicoloridas sombrinhas.

Destaque ainda para as apresentações dos grupos de Yosakoi Soran (surgiu a partir da fusão de tradicionais danças de Hokkaido com ritmos musicais contemporâneos). São eles: Grupo da Dança Shinsei Acal, Grupo Hanabi Soran e Grupo Ishin Yosakoi Soran.

Destaque também para a participação da Associação Nagasaki Kenjinkai do Brasil com a dança “Jya Odori” – performance com dragão feito de papelão de 20 metros de comprimento.

Taiko – A programação do Gueinosai também conta com a participação de vários grupos de taiko. Destaque para o grupo Tangue Setsuko Taiko (que estará fazendo uma apresentação especial em memória a fundadora e sensei falecida recentemente). 

A programação traz ainda o Ikkon Wadaiko, Mika Youtien – Mika Taiko, Requios Gueino Doukoukai Eisa Taiko (que estará se apresentando no Gran Finale), The Utague Suzuki  Mushin e Ryukyu Koku Matsuri Daiko.

Durante o evento, além de sorteio de brindes (entre ele, um edredon oferecido pelo vereador Aurelio Nomura), no hall de entrada estarão montados estandes de bazaristas. 

Requios Gueinou Doukoukai fará o grand finale do festival

56º Gueinosai – Festival da Música e Dança Folclórica Japonesa

Dias: 24 e 25 de junho, sábado e domingo, a partir das 10h.

Local: Grande Auditório do Bunkyo – rua São Joaquim, 381 – Liberdade (próximo do Metrô São Joaquim).

Entrada Franca – Solicita-se doação de 1 (um) quilo de alimento não perecível

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img