Atual momento das Companhias Nikkeis: Canon do Brasil

Sala de reunião “África”, em japonês e português.

Perfil da
Canon do Brasil

Nome oficial: Canon do Brasil Ind. e Com. Ltda.
Localização: São Paulo
Ano de estabelecimento: 1974
Número de funcionários: 262 (abril de 2023)
Atividade comercial: fornecimento de soluções com tecnologia de IA e venda de produtos voltados tanto para o ambiente doméstico quanto para os escritórios, como impressoras, copiadoras, equipamentos multifuncionais, impressoras industriais, câmeras profissionais, lentes e máquinas para vídeo.

Mesmo com as condições adversas impostas pela pandemia, as companhias nikkeis no Brasil prosseguiram suas atividades com resiliência. No atual cenário, onde os resquícios da pandemia diminuem gradativamente, está nascendo a demanda por novos padrões de valor, que tem como objetivo alcançar a sustentabilidade, e é neste contexto que será introduzida a série de artigos “O Agora das Companhias Nikkeis no Brasil”.
Nesta sexta edição, entrevistamos Shohei Hizawa, diretor sênior da Canon do Brasil. Muitas empresas japonesas se concentram na Av. Paulista, mas o escritório da Canon encontra-se num edifício corporativo próximo à Estação Conceição (Metrô). No Brasil, a companhia vende principalmente câmaras, impressoras e equipamentos multifuncionais, e também se concentra no fornecimento de soluções que incorporem a tecnologia de IA (Inteligência Artificial) desenvolvida pela própria companhia.

Diretor Shohei Hizawa desafios durante e após a pandemia

Brasil x Europa/EUA: diferença na forma de construção de negócios

Há meio século, para os imigrantes japoneses do Brasil, possuir uma câmara fotográfica Canon fabricada no Japão era um símbolo de status. A Canon do Brasil foi estabelecida em 1974 junto às expectativas desses imigrantes. A companhia, que completará meio século em solo brasileiro no próximo ano, tem vendido câmaras, impressoras e equipamentos multifuncionais importados do Japão.

As máquinas fotográficas e os equipamentos multifuncionais da Canon são as mais influentes no mercado estadunidense e mundial. Não só a Canon, mas outras empresas japonesas também detêm, juntas, uma parte esmagadora do mercado mundial destes produtos: mais de 90% no caso das máquinas fotográficas e 60% no caso dos equipamentos multifuncionais. A principal razão para este fato é que as empresas japonesas são boas em fabricar componentes de alta precisão, necessário para as máquinas. Isso faz com que, mesmo no ambiente estrangeiro, muitos dos concorrentes das empresas japonesas sejam as próprias empresas japonesas.

Embora a Canon seja dominante no mundo inteiro, seus produtos, exceto as câmaras, têm menos reconhecimento e participação no mercado brasileiro quando comparado a outros países. Isso se deve ao preço mais alto dos seus produtos, que geralmente são modelos de alta performance, preferidos em países desenvolvidos. No Brasil, existe uma demanda maior por produtos baratos, mas a companhia não possui muita variedade de produtos que atendam essa necessidade.

Além disso, ao contrário da Europa e dos EUA, no Brasil é comum a utilização do serviço pós-venda e do serviço de aluguel de equipamentos multifuncionais em escritórios com uma taxa mensal baixa: esse é um modelo de negócio que já está consolidado no país. Embora a Canon tenha deparado com problemas particulares do Brasil, como o atraso ou não pagamento da taxa de aluguél e o aparecimento de cartuchos de impressora defeituosos que se apropriou do nome da companhia, as atitudes dos nikkeis na sociedade brasileira e a confiança depositada na marca japonesa vieram ajudando a companhia nos fechamentos de contratos.

Além da venda de produtos físicos, um serviço particularmente promissor no Brasil é um serviço de sistema de fluxo de trabalho (workflow) com soluções que usam IA adaptada às necessidades do cliente. O sistema de tecnologia avançada desenvolvida pela Canon já recebeu muitos elogios pela sua capacidade de procurar e imprimir de forma confiável os documentos necessários a qualquer hora, em qualquer lugar, e pelo seu serviço meticuloso que permite obter dados no tempo mais rápido possível, tornando as operações mais eficientes e dispensando a necessidade de papel. Essa solução está sendo aplicada, por exemplo, na área médica.

O inesperado aumento das vendas durante a pandemia.

Hizawa foi destinado para o Brasil em 2018. Desde antes da pandemia até os dias de hoje, é responsável pela Canon do Brasil, e também se viu obrigado a fazer o gerenciamento de crise durante a pandemia. Imediatamente após o início da pandemia, todos os escritórios do Brasil fecharam espontaneamente e as pessoas deixaram de ir para os escritórios. Então, as vendas de equipamentos de escritório pararam e tudo pareceu perdido para a companhia. Entretanto, na sequência, as vendas de impressoras domésticas dispararam, uma vez que os trabalhos de escritório passaram a ser realizados no ambiente doméstico.

Além disso, as máquinas fotográficas vendidas pela Canon do Brasil eram mais caras, porque, entre outros motivos, incluíam impostos de importação. Mas o mercado brasileiro era abastecido com produtos mais baratos, sem inclusão de impostos, adquiridos através do Paraguai. Isso limitou as vendas da Canon. No entanto, durante cerca de 1 ano e meio após o início da pandemia, o fornecimento de produtos do Paraguai foi interrompido, permitindo que o produto da companhia aumentasse a participação no mercado brasileiro. Como resultado, as vendas no período da pandemia foram maiores do que o normal. Como recorda Hizawa, ninngenn-bannji-saiou-ga-uma (provérbio de origem chinesa, “no mundo dos humanos é impossível saber se um fato vai realmente trazer felicidade ou infelicidade, portanto mantenha o equilíbrio emocional diante dos fatos”).

Kyousei: a filosofia empresarial universal

A Canon tem como objetivo realizar uma sociedade em que todos os humanos, independentemente da cultura, costumes, língua ou etnia, possam viver, trabalhar e conviver felizes durante muitos anos, baseado na filosofia de kyousei. As salas de reunião da Canon do Brasil possuem nomes dos seis continentes do mundo, Brasil e Japão, em japonês e português, criando uma atmosfera acolhedora.


Mesmo antes das iniciativas ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa) começarem a ser mencionadas, a Canon do Brasil já realizava a coleta e reciclagem de cartuchos de tinta, e promovia atividades que pensavam no meio ambiente, como recolher os lixos na praia de Santos junto com a família dos funcionários, criando também oportunidades para criar laços mais sólidos entre os membros da companhia.


Nos crachás de identificação dos funcionários, são colocadas etiquetas que explicam o kyousei e outra filosofia empresarial, o sannji-no-seishinn (iniciativa própria, autonomia e consciência) em português, como talismãs. Assim, são feitos pequenos esforços diários para reforçar a união interna da companhia.


Entrevistadora: Tomoko Oura

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img