32ª Festival Nipo-Brasileiro espera mais de 70 mil pessoas em nove dias de evento


O grupo de dança da Acema Saikyou é uma das atrações do Festival Nipo-Brasileiro da Acema

A Associação Cultural e Esportiva de Maringá (Acema) abre neste sábado (05), em sua sede, no Parque Grevileas, o 32º Festival Nipo-Brasileiro, maior evento da comunidade japonesa do Paraná e um dos maiores do Brasil. Para a edição deste ano, que vai até o dia 13 de agosto, são esperados mais de 70 mil visitantes.

A realização é da Acema com organização da Tasa Eventos e apoio da Prefeitura Municipal de Maringá. A 32ª edição celebra os 115 Anos da Imigração Japonesa no Brasil.

Considerado o segundo maior evento de Maringá em termos de público, o Festival Nipo-Brasileiro está no calendário oficial de eventos do Município e fica atrás apenas da Expoingá.

As atividades do 32º Festival Nipo-Brasileiro acontecem em quatro pavilhões distintos: comercial, artístico, cultural e gastronômico. Na praça de alimentação, cinco entidades oferecem o melhor da culinária japonesa em pratos preparados por voluntários. A renda do Pavilhão é revertida para as entidades que prestam serviços importantes na cidade. São elas: Acema, Seicho-no-Iê, Nishi Honganji, Wajunkai e São Francisco Xavier.

Grupo de taiko Wakadaiko é destaque na programação

Orgulho – Ex-presidente da Acema, ex-vice-prefeito de Maringá e atual presidente da Câmara Municipal, Mario Hossokawa reforça a importância do Festival Nipo-Brasileiro não só para a comunidade nikkei bem como para a cidade de Maringá. “Trata-se de um festival que orgulha não só nós da comunidade nipo-brasileira, mas a cidade de Maringá, porque ele se tornou conhecido nacionalmente e através desse festival brasileiro de Maringá ficamos sabendo que surgiram tantos e tantos outros festivais pelo país afora. Sabemos, por exemplo, que existem festivais japoneses no Rio de Janeiro, em Brasília e em Manaus…. Então, para nós é um orgulho muito grande. E a importância maior é que quem está coordenando as ações do festival nipo-brasileiro da Acema é o CEO da Tasa Eventos, Takao Sato, que também organiza essas festividades em todas essas grandes cidades do Brasil, inclusive em Florianópolis (SC)”, disse Hossokawa, lembrando que acompanha o evento desde o seu início.

“Poucas pessoas devem saber, mas quem começou esse evento nipo-brasileiro aqui em Maringá não foi a comunidade japonesa nem a Acema, mas foi a Prefeitura, na gestão do então prefeito Ricardo Barros, que licenciou-se do mandato de deputado federal para assumir a Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços do Paraná. Depois que ele cumpriu sem mandato como prefeito a Acema levou a festividade para dentro do clube, pois, antes acontecia na praça em frente à Prefeitura de Maringá. E a Acema então vem trabalhando até hoje no sentido de cada vez mais fortalecer o Festival Nipo-Brasileiro”, explica Hossokawa, que destaca ainda a importância dos voluntários para a realização do Festival.

“São cerca de 1.500 pessoas que trabalham nesse festival durante nove, dez dias, dependendo do ano. Nós temos também um trabalho filantrópico junto às entidades que prestam assistência social na nossa cidade”, diz o vereador.

Mistura – Grande incentivador da preservação e difusão da cultura nipo-brasileira no país, o deputado federal Luiz Nishimori (PSD-PR), que voltou esta semana de uma Missão Oficial do Ministério da Agricultura e Pecuária à Ásia, conta que participa do Festival desde sua primeira edição. “O evento é uma grande contribuição tanto para a comunidade nikkei quanto para com a sociedade maringaense e brasileira”, destaca o parlamentar.

Segundo ele, a festa traz grandes novidades e inova a cada edição. “É uma bela mistura entre a tradição e as novas tendências. Movimenta a economia local, incentiva o setor de serviços e turismo, o voluntariado, o apoio as instituições sem fins lucrativos e ainda traz toda a beleza da cultura japonesa para o Brasil”, explica Luiz Nishimori.

Negócios – Para o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, o Festival Nipo-Brasileiro, “que é aguardado pelos maringaenses, é considerado um dos mais importantes do Paraná e, de fato, um dos maiores do Brasil, já faz parte da tradição de Maringá”.

“Durante os dias da festa, a população pode conhecer um pouco mais da cultura japonesa, admirar arte e música e apreciar a gastronomia, além de negócios. O Festival Nipo-Brasileiro cumpre um papel muito importante e de valor na história da nossa cidade”, destacou o prefeito Ulisses Maia em entrevista ao Nippon Já.

Prefeito de Maringa Ulisses Maia e o presidente da Acema, Afonso Shiozaki, na cerimonia do Moti Tsuki de 2022 – Credito da foto Ivan Amorim

Imersão na cultura – Durante nove dias, o Festival Nipo-Brasileiro promove uma verdadeira imersão na cultura japonesa com a apresentação de taikô (tambores japoneses), cantores da comunidade, danças folclóricas e modernas, workshops, oficinas e gastronomia.

O 32º Festival Nipo-Brasileiro começa neste sábado, com portões abertos a partir das 19 horas. Nos dias 6 (domingo) e 7 (segunda-feira), a entrada é gratuita durante todo o evento. Nos dias 12 (sábado) e 13 (domingo), a entrada será gratuita das 12 às 13h.

(Aldo Shiguti)

Matsuri dance é a grande atração entre o público jovem

(Aldo Shiguti)

O 32º Festival Nipo Brasileiro será realizado entre os dias 05 a 13 de agosto, nas dependências da Acema, Av. Kakogawa, 50.

Valor do ingresso

R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

Dia 07/08 a entrada gratuita

Mais informações:

www.festivalnipobrasileiro.com.br

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NIPO-BRASILEIRO

DIA 05/08 (sábado)

20H: Cerimônia de Abertura

21H: Saikyou Yosakoi Soran / Wakadaiko / Show Musical

22H15: Talk show com Takao Sato e Guti (@ola_guti)

22H30: Matsuri Dance

DIA 06/08 (domingo) – Entrada Gratuita

18H: Bon Odori – Grupo Hikari

20H: Grupo Folclórico Alemão Grune Stadt

20H30: Show musical: Márcio Tomita / Aline Kiminami / Jane Ashihara

21H30: Wakadaiko

DIA 07/08 (segunda-feira) – Entrada Gratuita

20H: Desfile e Concurso Cosplay

21H30: Show musical de Anime Songs – Aline Kiminami / Alexandre Ito / Larissa Hiratomi / Giovana Iriguti  / Milene Morimoto

DIA 08/08 (terça-feira)

19H30: Bon odori

20H: Grupo Folclórico da Acema

20H30: Show musical do Depto de Canto da Acema e Abaredaiko

21H30: Bon Odori Kotobuki

DIA 09/08 (quarta-feira)

19H30: Bon Odori

20H: Grupo Folclórico da Acema

20H30: Show musical: Mariko Nagao e Andressa Matsuda

21H30: Wakadaiko

DIA 10/08 (quinta-feira)

19H30: Bon Odori

20H: Grupo Folclórico da Acema

20H30: Ballet Regina Mundi de Dança Flamenca

21H: Shamisen com Grupo MIN e Gakuto

22H: Saikyou Yosakoi Soran

DIA 11/08 (sexta-feira)

19H30: Bon Odori

20H: Escola de Língua Japonesa da Acema

20H30: Grupo Folclórico Os Lusíadas

21H: Show musical: Suzana Sano e Convidados

21H45: Wakadaiko / Saikyou Yosakoi Soran

22H15: Matsuri Dance

DIA 12/08 (sábado) – Entrada gratuita no horário das 12h as 13h

19H30: Grupo Folclórico da Acema

20H: Show musical: Cintia Nishimura & Beto Sasazaki

21H: Saikyou Yosakoi Soran | Wakadaiko | Show Musical

22H: Matsuri Dance

DIA 13/08 (domingo) – Entrada gratuita no horário das 12h as 13h

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img