14ª edição da Festa Nipo-Brasileira celebra os 115 Anos da Imigração Japonesa e os 325 anos de Salto

Grupo de taikô Kyuryu Daiko de Piracicaba é uma das atrações confirmadas em Salto

A Anibras (Associação Nipo-Brasileira de Salto) e a Prefeitura da Estância Turística de Salto realizam neste fim de semana (19 e 20), no Pavilhão das Artes, na Praça Archimedes Lamoglia, em Salto (SP), a 14ª edição da Festa Nipo-Brasileira. O evento, que celebra os 115 Anos da Imigração Japonesa no Brasil e os 325 anos de fundação de Salto, promete uma imersão na cultura japonesa. Não à toa, é considerado o maior evento do gênero da cidade e um dos principais do interior de São Paulo.

A expectativa dos organizadores é receber um público estimado entre 12 e 15 mil pessoas nos dois dias. “É uma festa que foi idealizada pela Prefeitura, em 2008, como forma de homenagear o Centenário da Imigração Japonesa no Brasil e suas primeiras edições foram realizadas na praça XV de Novembro, um espaço que ficou pequeno para o tamanho do evento”, lembra o presidente da Anibras, o médico pediatra Claudio Terasaka, que preside também a Federação das Entidades Nikkeis da Região Centro-Oeste do Estado de São Paulo.

Segundo ele, a partir da segunda edição o evento foi encampado pela Anibras, ainda de forma “oficiosa” – a entidade só seria fundada oficialmente em 2010 – e, por sugestão da própria Prefeitura, devido ao sucesso que alcançou, mudou para o endereço atual. “Ficamos preocupados, pois o Pavilhão das Artes é muito grande e achávamos que ficariam muitos espaços vazios”, conta Terasaka. “Para nossa surpresa – e felicidade -, esse espaço também ficou pequeno e hoje não temos mais como crescer”, diz, explicando que o Pavilhão das Artes é um espaço aberto localizado às margens do Rio Tietê destinado à realização de eventos culturais e que conta com um palco ao ar livre, banheiros e bancos de concretos – com capacidade para acomodar cerca de 1.200 pessoas.

Grupo Todos Nós também tem presença confirmada na festa

Atração à parte – “Trata-se de um complexo turístico onde está localizado também o Mirante do Rio Tietê, que vai estar funcionando no período da festa, das 11h até as 22h, e os turistas poderão apreciar a beleza da iluminação e a decoração da festa, além de todo o movimento lá de cima. O passeio será uma atração à parte”, destaca Terasaka, afirmando que “todos os anos preparamos uma surpresa para população”.

“Este ano teremos diversas atrações, como shows musicais, danças, grupos de taikos, artesanato, produtos, comidas típicas e concurso de cosplay”, conta, informando que as inscrições para participar do Concurso Cosplay podem ser feitas até sábado (19), pelo e-mail: cosplaynipo.salto@gmail.com. Os cinco primeiros colocados receberão troféus e uma quantia em dinheiro (o primeiro colocado receberá R$ 500,00; o segundo, R$ 350,00; o terceiro, R$ 200,00 e o quarto e quinto colocados levarão R$ 100,00 cada um).

Tema – Terasaka conta que o tema deste ano da festa não poderia ser outro a não ser os 115 Anos da Imigração Japonesa no Brasil e também os 325 anos de fundação da cidade de Salto. 

Perfil – Segundo ele, a Anibras tem um perfil “diferente” de outras associações nikkeis. “Decidimos que só fundaríamos a associação se ela fugisse dos moldes tradicionais. A Anibras foi criada com o objetivo de mostrar a cultura japonesa para a sociedade brasileira”, salienta o presidente, acrescentando que, “até porque, Salto conta com uma comunidade muito pequena, formada por cerca de 30 famílias japonesas”.

“Daí, nossa ideia de mostrar para a população o que os nikkeis podem fazer e acho que temos cumprido bem nossa missão”, salienta Terasaka, lembrando que a festa também tem como objetivo divulgar a Estância Turística de Salto, “que ainda é pouco explorada”.

“Outra característica do Festival Nipo-Brasileiro de Salto é promover a integração com outras etnias e as parcerias com entidades beneficentes da cidade. Este ano, por exemplo, teremos a participação da Casa de Belém na praça de Alimentação”, conta Terasaka, acrescentando que a Anibras estará presente na gastronomia com o yakisoba, doces, espetinho e o okonomiyaki.

Integração – “Quanto às atrações de palco, aqui em Salto temos a predominância da colônia italiana, que muito nos ajuda na festa e por isso contamos com a participação de um coral italiano  que também vai cantar músicas japonesas. Temos também a presença da comunidade afro com o coral Vozes Afro e grupos de street dance e k-pop. Ou seja, a gente tenta mesclar todas as iniciativas culturais dos vários povos que existem em Salto com o objetivo de promover essa integração”, explica, destacando que outra atração é a parceria com o Rotary Clube e o Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP) por intermédio do seu curso de Biomédicas.

“Com isso, estaremos participando da Campanha de Vacinação contra a gripe. Estamos divulgado para que crianças acima de seis meses e que ainda não tenham sido vacinadas, para se vacinarem durante o Festival para que possamos melhorar o percentual de cobertura contra a gripe”, diz Terasaka, acrescentando que também haverá serviços de tipagem sanguínea, orientação geral sobre a saúde e aferição da pressão”. “É o que chamamos de circuito saúde”, conta, afirmando que as crianças também poderão participar de várias atividades gratuitas.

Festa familiar – “Nossa festa é familiar. No local temos fraldário para que as mamães possam trocar os bebês  e, se necessário, também temos uma equipe de enfermagem de prontidão para qualquer emergência. Não selecionamos, a festa se tornou familiar naturalmente e até hoje nunca tivemos nenhuma ocorrência grave”, garante Terasaka.

“Por isso, acredito que este ano alcançaremos o mesmo sucesso das edições anteriores”, assegura, lembrando que um dos pontos altos da festa é a cerimônia de abertura, marcada para sábado, por volta das 17 horas, com a presença de autoridades. 

(Aldo Shiguti)

Confira a programação completa do 14º Festival Nipo-Brasileiro de Salto

DIA 19/08 (SÁBADO)

11H: Abertura

11H15: Coral Som Maior En’Canto (Salto)

12H: Grupo de Tambores (Taikos) Ryukyu Koku Matsuri Daiko (Campinas)

12H30: Academia de Danças Construção 7 (Salto)

13H: Grupo de Tambores (Taikos) Inazuma Taiko (Sorocaba)

13H30: Grupo de danças Mitsuba (Campinas)

14H: Conjunto MPB-Pop Conservatório Municipal de Salto

14H45: Grupo de Tambores (Taikos) Ryukyu Koku Matsuri Daiko (Campinas)

15H30: Grupo de Danças Kassa Odori (São Paulo)

16H: Coral Amigos Em Canto (Salto)

16H30: Academia de Danças Profª Hiromi Tabata (São Paulo)

17H: Solenidade da 14ª Festa Nipo-Brasileira de Salto

18H: Grupo de Tambores (Taikos) Inazuma Taiko (Sorocaba)

18H30: Concurso Cosplay

19H30: Dança K-Pop (Salto)

20H: Premiação do Cosplay

21H00: Grupo Musical Todos Nós (Piracicaba)

DIA 20/08 (DOMINGO)

11H: Demonstração de Artes Marciais | Judô – Sumô – Kung Fu

12H30: Grupo de Tambores (Taikos) Ryuu Taiko (Indaiatuba)

13H: Coral Vozes Afro (Salto)

13H45: Musical – José Tatângelo e Carlos Roberto (Salto)

14H30: Grupo de Tambores (Taikos) Kyuryu Daiko (Piracicaba)

15H: Cantora Shizue Arakaki (Indaiatuba)

15H30: Street Dance – Grupo BTS (Salto)

16H: Grupo de Tambores (Taikos) Ryuu Taiko (Indaiatuba)

16H30: Grupo de Danças Kadan (Indaiatuba)

17H: Grupo de Tambores (Taikos) Kawasuji Seiryu Daiko (Atibaia)

17H30: Mini Bon Jovi Cover Gabriel Ryuri Suzuki (São Paulo)

18H15: Grupo de Tabmores (Taikos) Kyuryu Daiko (Piracicaba)

19H: Grupo de Dança June Company (Itu)

20H: Musical – Shaka & The Chilli Beans (Sorocaba)

21H: Grupo de Tambores (Taikos) Kawasuji Seiryu Daiko (Atibaia)

*Programação sujeita a alteração sem aviso prévio

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img