12º Festival do Japão de Vinhedo espera mais de 15 mil em dois dias de evento

A dança dos guarda-chuvas do Tottori Kassa Odori é uma das atrações no Festival de Vinhedo – Aldo Shiguti

Considerado o terceiro maior evento da cidade em quantidade de público, o Festival do Japão de Vinhedo chega a sua 12ª neste sábado e domingo (18 e 19), no Parque Municipal Jayme Ferragut. Uma realização da Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Vinhedo (Acenvi), com apoio da Prefeitura de Vinhedo e vários patrocinadores, o festival apresenta um panorama da cultura japonesa através de shows, gastronomia e workshops.

Durante dois dias, o público irá se surpreender com apresentações de grupos de danças tradicionais como o Mitsuba Yosakoi Soran, do Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas e o Tottori Shan Shan Kassa Odori, que promete encantar com seus movimentos suaves e sincronizados das integrantes com seus guarda-chuvas decorados com guizos. O grupo, que já esteve em Vinhedo em outras oportunidades, é presença constante nos principais matsuris do país, como o Festival do Japão realizado pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil).

No domingo, quem sobe ao palco do Festival do Japão de Vinhedo é o Grupo Awa Odori Represa, grupo de dança folclórica japonesa originária da Província de Tokushima, representada por dançarinos descendentes de japoneses e brasileiros de diversas idades.  Por onde se apresentam, o grupo contagia com sua dança alegre, onde os homens dançam livres – aparentemente sem coordenação – enquanto as mulheres dançam em trajes típicos da região, como o yukata, kasa (chapéu comprido de palha, afinados nas extremidades e largas no meio) e o gueta (tamanco apoiado sobre travessas de madeira).

Grupo Awa Odori estará levando a tradição de Tokushima

Programação – Para que gosta de taikô (tambores japoneses), o Festival do Japão de Vinhedo é um prato cheio. Estão confirmados o Mitsuba Wadaiko, do Nipo de Campinas, o Yuriki no Kizuna Eisa Daiko e o Ryukyu Koku Matsuri Daiko, que literalmente significa “Tambores Festivos do Reino de Ryukyu” e foi fundado em Okinawa, província ao sul do Japão, em 1982. Outra atração “de Okinawa” é o grupo Heroes Sanshin Band onde o destaque fica por conta das músicas alegres e do colorido das roupas de seus integrantes.

A programação artística traz ainda renomados cantores nikkeis, com a cantora Karen Ito – considerada uma das principais intérpretes da música japonesa no Brasil – Pamela Yuri, Midori e Mayumi Takahashi e o cantores Rafael Yassunaga, Ricardo Nakase e Serginho Tanigawa, com seu repertório eclético que incluiu canções que marcaram gerações como “What a Wonderful World”, na voz de Louis Armstrong, e “Esse cara sou eu”, do “rei” Roberto Carlos, além da dupla Isa Toyota e Takeshi Nishimura, que percorrem matsuris afora cantando, tocando e apresentando.

Destaques também para o grupo Todos Nós, de Piracicaba, com Pedro Mizutani, Wilma Okamoto, Eunice Mizutani e Paula Hissami Yamada Hirama, que apresentam um show ao estilo Broadway.

O evento terá ainda apresentação de artes marciais, radio taisso e do Coral Conviva Voz, de Vinhedo.

Bazaristas e uma ampla praça de alimentação, com o que há de melhor na culinária japonesa, como yakisoba, sushi, sashimi, tempura, guioza, okonomiyaki, karaguê e hor roll, além de sanduíches, pasteis e churrascos completam o cenário.

Expectativa – Para a presidente da Acenvi, Maria Stella Bonin Ito, a expectativa é receber um público “igual ou maior” à edição passada, quando o evento atraiu cerca de 15 mil pessoas. Segundo ela, a expectativa é “aquela que envolve o sucesso de um evento, ou seja, atrair um grande público” e proporcionar uma experiência cultural enriquecedora para os participantes”.

Stella, que se considera uma italiana “com alma japonesa”, explica que, “o desafio de preservar a cultura, apesar de não ser descendente, pode ser superado de várias maneiras”. “Embora não tenha uma conexão direta através da descendência, tenho estudado sobre a cultura, história e as tradições japonesas”, diz ela, que considera interessante abrir espaço para pessoas de diferentes origens, “desde que estejam familiarizados com a cultura e respeitem suas tradições”.

Isso pode ajudar a diversificar e garantir a sobrevivência, permitindo que pessoas interessadas na cultura nipônica participem e contribuam”, conta, acrescentando que não vê problemas com a realização de outro Festival do Japão, o de Bragança Paulista, a poucos quilômetros dali. “A única coisa é que não vamos conseguir prestigiar o evento”, destaca Maria Stella.

Com entrada gratuita, mediante a doação de 1kg de alimento não perecível – que serão doados para as entidades assistenciais do município – a programação (confira abaixo) no sábado tem início as 10h e vai até as 22h. No domingo, as atrações começam as 10h e vão até as 19h. 

A abertura oficial do evento ocorre no dia 18 às 12h30. 

(Aldo Shiguti)

XII Festival do Japão

Quando: Dias 18 e 19. Sábado, das 10h às 22h e domingo, das 10h às 19h

Onde: Parque Municipal Jayme Ferragut

Entrada: 1kg de alimento não perecível

PROGRAMAÇÃO DO 12º FESTIVAL DO JAPÃO DE VINHEDO

DIA 18 (SÁBADO)

11H30: Rádio Taisso

12H: Coral Conviva

12H30: Abertura Oficial e Orquestra Municipal

13H: Grupo Todos Nós

14H: Grupo Mitsuba Wadaiko

14H30: Serginho Tanigawa

15H: Ryukyu Koku Matsuri Daiko Filial Campinas

15H30: Pamela Yuri

16H: Grupo Mitsuba Yosakoi Soran

16H30: Academia Shaolin Valinhos

17H: Grupo Tottori Shan Shan Kassa Odori

17H30: Karen Ito

18H30: Isa Toyota e Takeshi Nishimura

19H: Grupo Mitsuba Wadaiko

19H30: Ricardo Nakase

20H: Ryukyu Koku Matsuri Daiko Filial Campinas

20H30: Rafael Yassunaga

21H: Grupo Mitsuba Yosakoi Soran

21H30: Encerramento Bom Odori

DIA 19 (DOMINGO)

12H: Grupo Awa odori Represa

12H30: Luis Yabiku

13H: Grupo Yuriki no Kizuna Eisa Daiko

13H30: Midori e Mayumi Takahashi

14H: Heroes Sanshin Band

15H: Karate Cremasco Dojo

15H30: Grupo Ishin Denshin Wadaiko

16H: Serginho Tanigawa

16H30: Grupo Komadori Dansu

17H: Grupo de Minyo Shiroma Sensei Okinawa Campinas

17H30: Karaoke Nikkey Vinhedo e Hara Sensei

18H: Grupo Yuriki no Kizuna Eisa Daiko

18H: Isa Toyota e Takeshi Nishimura – Encerramento

*Programação sujeita a alteração sem aviso prévio

spot_img

Relacionados

Destaques da Redação

spot_img